0
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Dono do SBT, que completa hoje (19) 35 anos de existência, Silvio Santos não pensa apenas em dinheiro. Ele chegou a receber propostas de vender horários na emissora para igrejas, que pretendiam exibir conteúdo religioso na programação, mas rejeitou todas.

De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, há quatro anos, a Igreja Mundial, concorrente direta da Igreja Universal, chegou a tentar comprar as suas madrugadas por um valor estimado em R$ 200 milhões anuais, e muitos na direção defenderam essa ideia.
Isso porque seriam R$ 200 milhões líquidos para os cofres do SBT, sem custos. No entanto, Silvio não aceitou a proposta, assim como também não aceitou a mesma proposta da Universal, do bispo Edir Macedo, que tentou ocupar suas madrugadas anos antes.
Silvio, apesar de ser judeu praticante, é proprietário da única emissora na TV aberta a não exibir conteúdo religioso. Até mesmo a Globo e TV Cultura exibem algum tipo de programação religiosa e proselitista, a Santa Missa do Padre Marcelo ou a Missa de Aparecida.
Já Band, Record, Gazeta e RedeTV vendem fartos períodos de suas grades para igrejas evangélicas das mais variadas denominações, por valores que variam de médias de R$ 20 milhões (Gazeta), R$ 150 milhões (Band), a R$ 550 milhões anuais (Record)


Fonte: http://www.otvfoco.com.br/silvio-santos-rejeita-r-200-milhoes-e-nao-vende-horario-no-sbt-para-igrejas/#ixzz4HodQ4vNZ

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.