0

Foto: divulgação.
Foto: divulgação.

Realmente, o fato de não ser emissora oficial e mal cobrir a Olimpíada ajudou e muito para que o SBT tivesse a melhor audiência mensal em São Paulo desde 2006.

De uma audiência média de 12,4 pontos na média 24 horas em julho, a Globo saltou para 13,9 em agosto – um crescimento de 12%. Já o SBTfoi de 5,8 para 6,1 (mais 5%). A Record registrou perda de audiência no período, caindo de 5,8 em julho para 5,3 em agosto. A Band manteve a média de 2 pontos do mês anterior.
O canal de Silvio Santos conquistou o segundo lugar na média/dia durante 29 dias do mês (25 isolados e 4 dias empatados), o que é um grande resultado para quem, até algumas semanas antes, ficava a mais de 1 ponto da Record.
Esse é o segundo mês consecutivo que a emissora apresenta crescimento. Em junho marcou 5,7 pontos de média, em julho subiu para 5,8 e fechou agosto com 6,1 de média.
No horário nobre do mês passado, o SBT manteve a vice isolada: das 18h às 24h, a Globo marcou 26,8 de média, o SBT 9,8, a Record 8,9, uma perda de 13% em relação a julho. E a Band ficou com 3,3.
Na média/tarde, das 12h às 18h, a Globo liderou com 13,8 pontos de média, seguida pelo SBT (7,2), Record (6,5) e Band (2,7). Na média/manhã a vice foi da Record por pouco, pois das 6h às 12h, a Globo liderou com 8,8 pontos de média. A Record ficou em segundo com 4,4, à frente do SBT (4) e Band (1,1).
Já na média/madrugada, das 24h às 6h, a Globo fechou em primeiro lugar com 6,3 pontos de média, seguida pelo SBT (3,5), Record (1,4) e Band (0,8).
Na média dia (7:00 – 24:00 horas) o SBT também foi a segunda emissora mais assistida em São Paulo: 7,3 pontos x 6,9 da Record. A Globo ficou isoladamente em primeiro: 17,0 pontos. A Band apareceu em quarto com 2,5 e a RedeTV! marcou apenas 0,8.
Um outro dado também chamou atenção no canal: O SBT Brasilteve o seu segundo melhor rendimento mensal desde a estreia, no ano de 2005: 7,4 pontos, sendo superado apenas pelo primeiro mês da atração, que marcou na época 7,8 pontos.
Com informações de Maurício Stycer, do UOL.

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.