0
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) condenou o apresentador  e a Rede Bandeirantes a pagarem R$ 20 mil de indenização por danos morais à pastora Yonara Amaral de Lira.

Yonara entrou na Justiça contra o apresentador e a emissora, após ser citada no quadro “Mesa Vermelha” do extinto “Agora É Tarde”, em 18 de outubro de 2013. Na ocasião, Gentili e outros humoristas convidados brincaram sobre um testemunho da pastora, que disse “ter ido ao céu sete vezes e ao inferno 15 vezes”. “O que ela foi procurar no inferno? Com certeza foi r…!”, disse ele na época.
Em dezembro de 2014, a juíza Maria Eunice Torres do Nascimento deu ganho de causa à pastora. “Importante destacar que sob o manto da liberdade de expressão não está, a imprensa, autorizada a ultrajar e denegrir à honra e dignidade da pessoa humana”, determinou

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.