0
Ratinho esteve na Record no Programa do Porchat (Foto reprodução)
Ratinho esteve na Record no Programa do Porchat (Foto reprodução)
Ratinho esteve no Programa do Porchat na noite desta segunda-feira (18) para relembrar a passagem dele pela Record. O apresentador contou que antes de assinar com a emissora, recebeu convite de todas as emissoras, inclusive, da Globo.
“Foi um grande avanço na minha carreira. Na mesma semana fui convidado pela Globo, SBT, Record, Band e Manchete na época. Daí eu vim pra Band, a Globo queria um programa só em São Paulo”, disse o apresentador que estava na pequena CNT.
“Assinei o meu contrato com a Band, quando estava tudo pronto, o dono da Band rasgou meu contrato e disse: ‘Não quero você na minha televisão’. E eu fui embora, me arrependi. Na saída encontrei com o diretor da Record”, disse Ratinho que afirmou que assinou contrato com a emissora dias depois.
“Eu ganha 20 mil reais por mês naquela época. Eu entrei ganhando 120. Ai no mês seguinte a Record mudou para 550 mil sem eu pedir, depois foi para 720 mil. Tinha um negócio de 0900 que dava muito lucro, e eu pedi uma participação nisso”.
Sobre as críticas que recebia no começo da vida na Record, Ratinho falou sobre o que sentia: “Eu queria matar jornalista. Eu odiava jornalista, hoje não, to cagando e andando”, disse sobre o program que ele comanda no SBT.
Ratinho esteve na Record no Programa do Porchat (Foto reprodução)
Ratinho esteve na Record no Programa do Porchat (Foto reprodução)
“Eu cheguei a fazer 36 pontos de audiência da Globo contra 22. No dia de futebol era meu melhor dia, eu matava o Galvão Bueno”, disse ainda Ratinho relembrando sobre os momentos áureos de audiência de quando comandava o Ratinho Livre na Record.
Sobre o quadro mais famoso da carreira dele, o apresentador fez uma revelação:  “Faz 21 anos que faço aquele exame de DNA e até hoje as pessoas acham que aquilo é montado. Basta olhar o endereço. Por força de lei precisa ter o endereço e os dados”, reabtey.
“Já levei porrada. Uma velha me bateu uma vez no SBT. Levei uma microfonada e desmaiei”, disse ainda Ratinho sobre ter apanhando nos programas dele.
Com quase três décadas de carreira, Carlos Massa, nome verdadeiro do apresentador, admite ter conseguido juntar um bom patrimônio, mas não pensa em parar. “Eu sou apaixonado por televisão e eu gosto de aparecer pra caramba”, diz, aos risos. “Meu pai queria que eu fosse pedreiro, mas é muito pesado. Eu sempre gostei de ser vendedor”, revela. E, em outro momento da conversa descontraída com Porchat, ele nega boatos de que não se daria bem com Gugu. “Tem gente que pensa que o Gugu e eu somos adversários. Eu adoro o Gugu, meu grande amigo, me incentivou”, enfatiza. 

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.