0
O apresentador Danilo Gentili durante entrevista no Pânico (Foto: Reprodução)
O apresentador Danilo Gentili falou sobre Fábio Porchat durante entrevista no Pânico, da Jovem Pan (Foto: Reprodução)
O apresentador Danilo Gentili continua sendo o assunto do momento após a notícia de que ele foi condenado à prisão por causa de uma piada que fez com a deputada Maria do Rosário (PT-RS). Tanto que nessa sexta-feira (12) ele deu uma entrevista longa ao Pânico, na Jovem Pan.

No programa, ele falou sobre vário detalhes que envolveram essa condenação, inclusive sobre os colegas que o defenderam durante toda a polêmica. Um deles foi Fábio Porchat, que condenou a atitude de Gentili, mas considerou prisão uma punição inadequada.
No programa, Gentili foi questionado pelo fato de não ter gostado da declaração dada por Porchat. “Não é que eu não gostei. É porque o Porchat apareceu pra me defender, ele parecia a Chiquinha defendendo o Nhonho. ‘Que ele é racista, sim’, ‘Que ele é fascista, sim…‘”, brincou ele.
Apesar de tudo, Danilo revelou que considera Porchat seu amigo, como já havia dito em outras ocasiões. Essa amizade, no entanto, foi colocada em cheque pela bancada do programa. “Você não considera nada. Você acabou com o programa dele”, brincou Emílio Surita, o apresentador.
 Gentili também comentou a condenação. “É praticamente impossível que eu seja preso, porque cabe recurso e tudo mais, mas se você me perguntasse uma semana atrás: ‘Você acha que vai ser condenado à prisão por protestar contra a censura da Maria do Rosário’, eu diria que é impossível. E fui“, disse.

O comentário de Porchat que gerou tanto burburinho foi feito no Twitter. “Muito perigoso um político que exige que você apague seus comentários. A não ser que eles sejam criminosos, eles podem ter o teor que for. Goste ou não do conteúdo que o Danilo Gentili falou ou fez, ele tem o direito de fazer. Vivemos tempos sombrios”, pontuou o ex-funcionário da Record.
 Danilo rebateu: “A censura que estava no envelope, achou o que dela? Ignorarem o autoritarismo do envelope e pesar apenas na minha “atitude infantil, sem graça, equivocada” achou o que disso? Eu deveria ter demonstrado respeito com o envelope? O exagero todo foi apenas minha atitude e a sentença?”. 
 A resposta do famoso veio logo depois: “Acho que quando se parte pra ignorância corre-se o risco de perder a razão. Ou no mínimo, aliados. Ela está no direito dela, se sentiu ofendida. E foi. Apesar de achar as suas palavras à ela péssimas, acho que você tem o direito de dizê-las e ser condenado à prisão um exagero”

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.