0
O apresentador do SBT, Danilo Gentili, foi condenado à prisão (Foto: Divulgação)
O apresentador do SBT, Danilo Gentili, foi condenado à prisão (Foto: Divulgação)
A condenação de Danilo Gentili à prisão por causa de um vídeo polêmico (e antigo) que fez em resposta à deputada Maria do Rosário (PT-RS) continua surpreendendo. Vários humoristas e influenciadores digitais se pronunciaram condenando a decisão da juíza, mesmo não concordando com o conteúdo do vídeo feito por Danilo.
Mas não foram só nomes tradicionalmente ligados à esquerda como Fábio Porchat e Dani Calabresa que se pronunciaram contra a sentença arbitrária. A ONG Human Rights Watch, tradicional instituição em defesa dos Direitos Humanos, afirmou hoje a prisão de um comediante por ofender uma deputada pode ferir a liberdade de expressão.
Ninguém deveria ser preso por ter dito algo ofensivo, independentemente de quão repugnantes sejam suas declarações e atitudes. Ao invés disso, aqueles que desejarem procurar a justiça por danos a sua reputação, deveriam fazê-lo por meio de uma reparação de caráter civil”, disse uma diretora da ONG no Brasil.
De acordo com a opinião da ONG, que foi publicada no site oficial da instituição, “o Brasil deveria suprimir esses três crimes do seu código penal”, destacando que a pessoa “ofendida deveria buscar indenização por meio de processos civis, e ninguém deveria ser preso pelo que diz”, disse.
O relator especial da ONU sobre a promoção e proteção do direito à liberdade de opinião declarou em 2000 que a prisão nunca deveria ser aplicada como punição por difamação e recomendou que os Estados revogassem suas leis penais de difamação e se baseassem nas normas sobre difamação dos códigos civis”, diz o texto.
Nem @DaniloGentili nem qualquer outra pessoa deveria ser presa por dizer algo ofensivo, independentemente de quão repugnante seja. Quem quiser procurar a justiça por danos a sua reputação, deveria fazê-lo por meio de uma reparação de caráter civil. https://www.hrw.org/pt/news/2019/04/13/329197?fbclid=IwAR1vuSNtHbH27eHrACYkzAJNU5cRsAEkMG1gaKppNS7qFmVclfliOagjzBM 
1.126 pessoas estão falando sobre isso


Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.